Professor Osvaldo
Osvaldo Izidoro de Lima
Nascimento em 1949
Caçapava – SP

Sua família se muda para Guarulhos no início de ano de 1950. Osvaldo conta que seu pai trabalhava em portos de areia, por influência de seu compadre (pai de Osmar – A A Flamengo e vizinho de residência no Tranqüilidade). O trabalho do pai acarretava em mudanças da família sempre perto do porto de areia mais próximo, como por exemplo, bairro do Taboão de 1956, Santo Amaro 1959, e retorno para o bairro do Tranqüilidade no mesmo ano. Lembra que antigamente muitas casas eram de madeira e telhado de folhas de zinco.
Na compra do terreno no bairro a família ganhou tijolos e areia, uma promoção da Imobiliária Tranqüilidade. Com muito carinho lembra-se do padrinho e vizinho que construiu a sua casa e de seus pais ao mesmo tempo. Conta que levantava um pouco a parede de sua casa, e depois ia até a casa do compadre e equiparava as alturas das paredes.
No início as projeções de cinema eram efetuadas fora do GALPÃO ao relento. Estendia-se um pano branco para a projeção, se a noite ventava o pano ficava se moldando ao sabor do vento. Lembra que as projeções eram de responsabilidade do Sr Georcelino Alves Moreira.
Na projeção sempre eram passados um filme debang bang, um seriado, um jornal (Aliança para o progresso, geralmente sobre a guerra) e futebol, para ele o CANAL 100. Conta como era verGarrincha driblar prá lá, prá cá, e em uma oportunidade olhou para traz neste momento e pode ver a alegria estampada no rosto da meninada, a alegria do futebol, confessa não seguir muito o esporte.
No GALPÃO, alem das sessões de cinema, também havia lutas de boxe, shows, teatro. E de quarta feira funcionava uma espécie de Centro de Saúde Itinerante, e as salas eram separadas com divisórias de panos.



Mariano
Antonio Roberto Mariano
Nasc 22/06/1946 Uberaba – MG

Sua família se transferiu para Guarulhos, bairro Jardim Tranqüilidade em 1949, morava na antiga Travessa Viana de Carvalho, atual Viela Cetim, 44. Na época não havia mais do que 30 residências no local. Enfatiza que no bairro não havia casas de madeira, pois a Imobiliária que vendia os lotes já incluía 2 mil tijolos e areia para os compradores, e tinha como cláusula que não poderia ser construído barracos de madeira. Jogou futebol no Mirim do Grêmio Esportivo Tranqüilidade, Juvenil do AA Flamengo, Garotos de Ouro, Paz e União (V São Rafael), Portuguesinha da Ponte Grande. Desfila pela Escola de Samba Vai-Vai desde 1964. Faz parte do Conselho do AA Flamengo desde 1982.
Recorda que em 1952 presenciou o início das obras de construção do “GALPÃO” (Praça Nossa Senhora de Fátima). Lembra com saudades que eram passadas muitos seriados no “GALPÃO”, recorda:- “Tinha uma maquininha, um projetor, que volta e meia o operador dava uma voltas na manivela para que os filmes prosseguissem”. Entre os que mais gostavam estava o seriado“Flecha Ligeira”. Lembra dos Bailes Domingueiras, Festas Juninas, Casamentos, etc. Mês de Junho no bairro havia festas juninas em muitas residências com bastante quentão, batata doce cozida e na brasa da fogueira, milho verde, doce de abóbora, doce de figo, pipoca, etc. Outro passa tempo da época, hoje proibido por lei, eram os balões, a maioria de 6 folhas, balão mexirica, caixa d’água, peão, para colar faziam cola de farinha de trigo, vinagre e sal cozidos.
A Biquinha (Rua Freire de Andrade) era um ponto muito requisitado. As senhoras iam lavar roupa, e os filhos ficavam brincando na lagoa e nos poços d’água. Lembra que após a ligação da energia elétrica, o Seu ZUZA (um líder no bairro) ficava encarregado de trocar o fusível quando queimava.
“1958 – Brasil campeão mundial de futebol, o povo sai para as ruas do bairro, cantando “A Taça do mundo é nossa, com brasileiro”...”, batendo em latas e baldes, levantando poeira das ruas de terra (na realidade eram mais caminhos do que ruas), e emenda:- “Ai surgiu o Cordão dos Irmãos Rubis, que depois vira Escola de Samba”. Forma-se no Primário (Hoje o equivalente a Quarta Série do Ensino Fundamental) no Grupo Escolar João Álvares Siqueira Bueno na Rua Cabo Antonio.

Lalá – Laercio
José Aécio Oliveira Silva
Nasc 27/04/1948  - Itabuna – BA

Figurinha carimbada no futebol do bairro, quem viu diz que é craque. Em 1963 começou jogando no GE Tranquilidade, cujo técnico era Seu Lima (José Epifanio de Lima). Em 1964 Lima, já como técnico do juvenil do AA Flamengo o chama para jogar em seu time. Em 1965 vai jogar no time Cidade Brasil, equipe que defendeu por vários anos, também jogou no Atlético Mineiro de Guaurlhos (com o presidente Arthur Baggio). Em 1970 foi campeão pelo AA Flamengo. Estudou no João Alvares, fez Univesidade (PUC) e atualmente é Diretor concursado de Escola Pública.
Mudou-se para Guarulhos em 1952, na Av São Paulo, em frente ao campo do Flamenguinho (AA Flamengo) e time SãoPaulino do Zelão (era estivador na Rua Santa Rosa – Mercado Municipal de São Paulo). Segundo comenta, o time SãoPaulino tinha em seu elenco os piores jogadores da região, mas que por ironia teve também o melhor jogador que viu passar pela região CHINA. Neste time também jogava o falecido Seu Maloca (pai do Heitor). Aécio, ou Lalá para os mais intimos, conta que ganhava chuteiras usadas do pai doNathan, irmão do Geio (Gerson que jogou no SE Palmeiras) e também do Obed (hoje radicado em Santos – músico dos bons). Os dois, Obed e Lalá, pegavam o Trenzinho, iam até a Cantareira comprar travas novas, e traziam para o Regis (Reginaldo – Sapateiro que ficava na Rua do Correio) pregar, e depois vendiam estas chuteiras. Lalá era fã de carteirinha do Nego Tinho (segundo ele mesmo nos conta, outro craque da região), sabia que Nego Tinho não andava com chuteira, então ia para beira do campo com dois pares de chuteiras, esperando-o chegar e lhe pedir uma chuteira para jogar, diz:”- Era a maior satisfação...”. Nego Tinho foi morto em briga no parquinho em frente à Praça Nsra. de Fátima, episódio que criou uma verdadeira guerra entre a PM e Exército na época.
Lembra do time “Garotos de Ouro” fundado pelo Carlão (quem não conhece!) depois rebatizado como“Itaúna”, e exclama: “Os melhores jogadores passaram por lá...” Enumera da cabeça alguns jogadores da região que foram profissionais do futebol, entre eles: Dagoberto (Ponte Preta); Geio –Gerson ( SE Palmeiras, Avai); China (Flamengo, Ituano, Sertãozinho); Odair (São Bento, Calvo Solten – 2ª divisão da Espanha),Edson David- Pinga (Fluminense RJ); Pereira (Santos, Interncional –RS).
Comenta que sempre era entrevistado pelo jornal Guaru News (hoje Folha Metropolitana) pelo então reporterHermano Henning, também nascido em Guarulhos (atualmente ancora do jornalismo do SBT). Os Carnavais do GALPÃO deixam muitas saudades. Bem como as reuniões do Bar Las Vegas (na Av. Emilio Ribas) reduto dos craques do futebol.
Fato que lembra e que é hilário Santana (tinha uma perna mecânica) Coxinha, Nito e mais dois jogadores, estavam indo pela Rod. Dutra para jogar em Pindamonhangaba, no meio do caminho a perna mecânica do Santana soltou e ficou presa no acelerador, e o carro em que estavam saiu em disparada, e Santana não conseguia desenroscar a tal da perna, ia só desviando do tráfego, até que em certo momento consegue retirar a perna do acelerador para alívio de todos. No retorno ninguém queria voltar no carro do Santana.






Escrito por Touché às 02h00
[] [envie esta mensagem] []



curiosidades sobre a cachaça

CACHAÇA 


Do blog de Luiz Cidreira 

1- Cachaça é uma bebida alcoólica feita a partir de fermentado de cana. É o mais popular destilada bebida alcoólica no Brasil . É também conhecido como aguardente , pinga , caninha e por muitos outros nomes.

2 - No início do século XVII, os produtores de açúcar em várias colônias europeias na América começaram a usar os subprodutos de açúcar, como o melaço como matéria-prima para a bebida alcoólica que nas colônias britânicas foi nomeado rum, na França, de tafiá, na Espanha aguardente de Cana e no Brasil aguardente da terra, aguardente de cana e cachaça mais tarde.

3-  Fora do Brasil, a cachaça é usado quase exclusivamente como um ingrediente em bebidas tropicais, sendo a  caipirinha o mais famoso cocktail.

4- A produção de açúcar foi principalmente mudado da ilha da Madeira para Brasil pelo Português no século 16. Os alambiques que faziam  Aguardente de cana na Madeira foram trazidos para o Brasil para fazer o que hoje também é chamado de Cachaça.

5- O processo de destilação remonta a 1532, quando os colonizadores portugueses trouxeram as primeiras mudas de cana-de-açúcar para o Brasil 

6- Cachaça, como rum, tem duas variedades: branco e ouro. Branco é normalmente engarrafado imediatamente após a destilação e tende a ser mais barato (alguns produtores de idade para até 12 meses em barris de madeira para alcançar uma mistura mais suave).Muitas vezes, é utilizado para preparar caipirinha e outras bebidas, em que a cachaça é um ingrediente. 

7 - A cachaça escura  geralmente vista como a variedade "premium", é envelhecida em barris de madeira e é destinado a ser bebido direto (geralmente é envelhecido por até 3 anos, apesar de alguns "ultra premium" foram envelhecidos por até 15 anos). O sabor é influenciado pelo tipo de madeira do tambor.

8 - Por mais de quatro séculos de história, cachaça acumulou sinônimos e apelidos criativos .  Algumas destas palavras foram criadas com o propósito de enganar a fiscalização da metrópole quando a cachaça tinha sido  proibida no Brasil, Há mais de duas mil (2000) palavras para se referir ao destilado nacional. Alguns desses apelidos são:abre-Coração, água-benta, bafo-de-tigre e limpa-Olho.

FONTE: http://lucidreira.blogspot.com.br/2014/09/dia-nacional-da-cachaca-essa-e-sim.html

ILUSTRAÇÃO: Debret 




Escrito por Touché às 00h03
[] [envie esta mensagem] []



Carro que entregava pães na cidade de Guarulhos em 1931.

Esse era o carro que entregava pães na cidade em 1931. Curtiram? Bom domingo!  Foto: Arquivo Histórico Municipal  #ArquivoHistóricoGuarulhos #FotosAntigas

Esse era o carro que entregava pães na cidade em 1931. 

Foto: Arquivo Histórico Municipal



Escrito por Touché às 22h27
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]





Meu perfil
BRASIL, Sudeste, GUARULHOS, VILA AUGUSTA, Homem, Portuguese, Arte e cultura, Músicatouche.sp@uol.com.br


Histórico
    Votação
    Dê uma nota para meu blog


    Outros sites
    A Cigarra
    A APRENDIZ ..
    ANA
    Antonio - Meu outtro blog
    Adriana Zapparolli -Zenite-
    Ady Cavalcante - BrevesHistóriasCotidianas
    BETHO SIDES
    Bar do Escritor
    Blocos On Line - literatura
    CHICO BRITO/GUARULHOS
    CATHIAHO. SONHOS E DELIRIOS
    CHUVINHA
    Denise - MsgPráVc
    Claúdio Daniel - CantarAPeleDeLontra
    Denise Teixeira Viana
    Doroteia
    ÉRICO
    EVERALDO YGOR
    Eliane 3
    Eliane Alcantara 2
    Everi Carrara - TelescópioNegro
    Flávio Machado - DomínioPúblico
    INFETO
    Guia de Guarulhos
    Gildemar Pontes - Pão&PoesiaNaTerraDoSempre
    LAERÇON
    JEANINE WIL - BLOG CAMINHÃO DE MUDANÇA
    Juraci - Cenas&Fatos
    Lali-CoisasDaLali
    Lau Siqueira - PoesiaSim
    LI -PedraBrasileira
    Linaldo Guedes - ZumbiEscutandoBlues
    Louise Tomassi - RasgosDeMim
    Luiz Alberto Machado - ElaNuaÉLinda
    MARCELO
    MARCELO NOGAL
    Magriça , poesias e escritos
    Maísa -Pupila 2
    Márcia Maia - TábuaDeMarés
    Marisol -- ArtsEmGifsAssinaturasAnimadas
    Marisol- - - AssinaturasAnimadasII
    Mário Cézar - FacaDeFogo
    Mariza Lourenço - ProseandoComMariza
    MARTA-Minhas Idéias
    Miriam -MeuPorto
    Moacir Caetano
    NAENO
    Nel Meirelles - Fala Poética
    Olívia
    PAULO VIGU-Rio Daqui
    Poesia e Outras Bobagens
    Poetizando
    RADAR NOTICIAS - GUARULHOS
    Renato - UltimosVersosHumanus
    Pupila- OlharesDaPoesia
    SONIA_POESIA E VINHO TINTO
    Tertu - BlogUp
    VALÉRIA C
    Vanna - ReflexõeseOpiniões
    VINICIUS GONÇALVES DE ANDRADE
    Zandali - MundinhoDaZandali
    ZEZINHO FRANÇA - GUARULHOS
    Ziney - DezMinutos
    UOL
    UOL SITES






    Dicas para Blogs




    var linkwithin_site_id = 1316139; Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...